6 meses de Au Pair

O mês de Setembro

O meu sexto mês de Au Pair foi mais um que se passou voando, como assim já cheguei na metade de um ano morando aqui?! E como assim este já é o 20º post?!
Todo domingo que antecede a segunda-feira do feriado Labor Day, acontece em NYC, o evento brasileiro, Brazilian Day!
Muitos brasileiros que moram aqui nos EUA, viajam de outros estados para assistirem ao show, que é de graça e pertinho da Times Square, na W46thSt., que tem apelido de "Little Brazil".
Claro que eu não quis perder esta oportunidade de matar um pouquinho da saudade do meu país, já que tem várias barracas com comidas típicas!
Eu fui com a Fer e nós chegamos às 10am e já entramos na fila! Enquanto esperávamos começar, um pessoal da Rede Globo passou entregando brindes e a Fer ganhou o DVD Jorge & Mateus... Eu não quis...
O show começou às 2pm e como chegamos cedo, conseguimos ficar bem em frente ao palco. O Serginho Groisman fez a abertura e o primeiro show foi do Latino! Eu adorei porque ele cantou músicas antigas, foi bem animado!
A Fer estava doida para ver o Jorge & Mateus que se apresentaram também mas, não consegui esperar por eles ali onde estávamos porque comecei a sentir tontura de fome e sede e precisava muito fazer xixi haha A gente viu os sertanejos lá de trás mesmo, sorry Fer!
No dia anterior, o primeiro dia do mês,  aconteceu um evento no clube da minha host family para celebrar o fim das férias de verão. Foi, infelizmente, quando a piscina fechou. O dia foi muito divertido para as kids com várias brincadeiras!
E tinha muita comida também e as mesas estavam ao ar livre, como um piquenique.
No caminho de volta, o host parou o carro no campo de golfe e eles brincaram de se molhar com os esguichadores de água da grama! Mas, agora, vamos falar de volta às aulas!
Uma semana antes das aulas começarem, eles receberam em casa, uma caixa com materiais escolares para cada um deles. 
Isso mesmo, de graça, pela escola pública! Receberam de tudo, cadernos, pastas, estojo, lápis, lápis de cor, canetinha, giz de cera, cola, tesoura, apontador, etc. 
E achei legal eles não ligarem por não terem personagens como a maioria das crianças do Brasil, ligam. O apontador do Jack veio cor-de-rosa e ele nem ligou... Só a Kristen não recebeu este ano porque começou o colegial mas, comprou tudo bem simples, na Target. A host só compra as mochilas deles e sem "marca", todas iguais só de cores diferentes. O Jack começou a ir com os irmãos de ônibus! Ele estava super ansioso em seu primeiro dia que, quando o ônibus chegou, quis ser o primeiro a entrar!
sou a do meio, de saia
As minhas aulas também voltaram este mês! A minha turma do nível 4 é enorme, tem uns 20 alunos e eu não sou mais a única Au Pair da classe! O meu amigo Joan está estudando durante a semana, mas eu preferi continuar aos sábados porque gostei da experiência de ter um dia inteiro de aula e poder passar a semana toda revisando. Mas, eu tive que faltar bem no meu primeiro dia porque teve um feriado judeu este mês, o Rosh Hashanah (gente, é muito engraçado falar isso, soa como "racha a xana" kkk) e as escolas das kids não tiveram aulas por dois dias que emendaram com o fim de semana então, fui com eles para Buffalo, uma cidade bem ao norte de NY que faz divisa com o Canadá, pertinho de Niagara Falls, a famosa catarata que parece com a do Iguaçu.
Eles foram visitar os avós do meu host, sim, os bisavós das minhas kids, agora sim os great-grandparents! Esta foto é da casa deles, onde ficamos hospedados os 4 dias. A viagem de carro levou 8 horas e fomos ao som do Gangnam Style kkk Nós só fizemos uma parada para almoçarmos, em um restaurante delicioso, btw, o Cracker Barrel. As kids estavam super alegres quando chegamos, afinal, só os visitam uma vez ao ano!
Cow and Kristen :)
Amei a recepção dos velhinhos!
Cow and I... 
No dia seguinte, fomos à fazenda da tia-avó deles e como a Kristen é obcecada por vacas, ela simplesmente amou este passeio e parecia uma criança de tão feliz acariciando as vacas e os bezerros... ela até tirou leite da vaca! Bom, eu... pisei no cocô da vaca!
Na outra manhã, fomos em uma feira de artesanatos muito fofa da cidade, mas achei tudo bem caro, bem que a minha host me disse que trabalho manual aqui é super valorizado. Eles compraram para mim um enfeitinho de um búfalo de madeira para ter de lembrancinha dessa viagem. Eu estava morrendo de frio e só lembro de querer ficar no sol...
E, no nosso último dia, fomos ao zoológico! Nós até encontramos uma parte do "Brasil" lá dentro, mas tipo, lá dentro mesmo, porque era como uma floresta tropical, só que fechada, já que faz muito frio em Buffalo.
Eles ficaram me perguntando se onde eu moro era daquele jeito! Sei lá o que passa na cabeça deles quando imaginam o Brasil. Ali, vimos tamanduás, araras e até capivaras e lá fora, vimos búfalos, claro:
Saindo de lá, fomos almoçar, dizendo eles, no restaurante mais famoso da cidade, o Anchor Bar.
Será que a Jennifer achou que
eu ia comer tudo sozinha?
Este lugar existe desde 1935 e ficou conhecido pelas suas famosas coxinhas de frango fritas e eu amei porque me lembraram as que a minha vó Senhorinha faz. Mas as dela são ainda mais gostosas porque o tempero não é apimentado. A decoração desse restaurante lembra muito um da minha cidade, o Pezão Bar.
Antes de virmos embora, os hosts nos levou para uma visita rápida à universidade de Buffalo, onde eles estudaram medicina e onde se conheceram!
Este mês, a Jennifer bateu o recorde em perder dentes! Logo no começo do mês, um de seus dentinhos de cima caiu.
Quando voltamos de viagem, ela perdeu um dos de baixo enquanto estava na escola...
E, no dia seguinte, outro, é mole?! (Entendeu a piada? haha) Bom, três dentes no mesmo mês, não deve ter sido mole é para a Fada do Dente, que teve que vir visitá-la tantas noites seguidas $$$ Achei uma graça esse potinho em formato de dente que a enfermeira da escola dá para o aluno não perder o dentinho, tem até uma cordinha para pendurar no pescoço.
Falando em escola, eu fui na escola do Jack! Que é a mesma da Jennifer e do Matthew, mas só visitei a sala do Jack porque este mês de setembro, ele fez aniversário! A host fez cupcakes e eu fui com ela na hora do snack da turma dele para eles cantarem "happy birthday to Jack" e a host também leu um livro para a sala!
O niver dele é dia 21 e como caiu em uma sexta-feira, a festinha foi no mesmo dia e no mesmo lugar onde havia sido a festinha da Jennifer, em março, o Kids U em Pleasentville.
A decoração foi toda do Star Wars e apenas meninos foram convidados. O niver durou apenas uma hora e meia e mais uma vez, achei incrível a organização deles neste lugar, as monitoras são ótimas!
Mas, este foi o momento mais especial do dia. De volta para casa, o Jack foi abrir os seus presentes. Coloquei o meu na pilha, mas não disse que era meu, ninguém sabia o que eu tinha comprado para ele. A maioria das coisas que ele abria, eram do Star Wars e ele fazia a mesma cara e dizia "cool", que é tipo, "legal"... Até que ele abriu o meu presente! Nossa, ele deu o maior grito perguntando de quem era e quando eu disse, "that's mine!" ele pulou em mim e me deu o abraço mais apertado e alegre que eu já ganhei de uma criança! Eram coisas dos Power Rangers, o dourado, que ele ama! Achei até estranho a festa ter sido do Star Wars se ele gosta mesmo é dos Power Rangers...
Ainda falando sobre comemorações, a Fer recebeu a visita de sua família este mês e nós levamos a sua irmã, a Natália, no Brazen Fox uma noite!
Os seus pais também vieram e passaram uma semana passeando por NY com a Fer! Eu os conheci, pessoalmente, e até os dei carona ao aeroporto quando chegou a hora de partirem.
Lembra daquela Au Pair alemã que veio aqui em casa para o meu jantar mês passado, a Mareike? Pois é, ela me convidou para ir jogar boliche com ela e suas amigas alemãs e eu aceitei ir, mas levei comigo a Fer porque sabia que ela queria um "payback" haha Elas todas tem 18 anos e por isso, não podem ir em pubs, já que a maior idade aqui nos EUA é 21.
Não adianta, eu até tentei, mas fazer amizade com Au Pairs de outros países não é tão simples assim... Falando em amizade, com Au Pair brasileira, eu participei do meu sexto Au Pair meeting e fui com a nova amiga, Jacqueline! Ela chegou mês passado, até a conheci no hotel de seu treinamento quando fui visitar a minha amiga Cris e ela está morando, não só aqui na minha cidade, mas na rua de trás da minha! O encontro este mês foi em uma pizzaria e tiramos foto com a nossa LCC, a Barbara, ali no meio da gente!
Este mês, eu vi o Bill Clinton, sim o ex-presidente dos EUA e ele até me deu um tchauzinho quando gritei, "Mr. President!"  
Ele passeava com o seu cachorro e eu estava dirigindo, estava passando por Chappaqua, que é a cidade onde ele mora, vizinha aqui da minha e por incrível que pareça, era dia 11/9! Eu estava voltando de Mount Kisco, havia ido em uma loja, a TJ-Maxx, que é maravilhosa porque é multimarca, mas estilo ponta de estoque, com coleções passadas e preços inacreditáveis, só vou lá agora.
Eu fui procurar uma jaqueta de frio porque o frio está chegando...
Gente, olha que gracinha os desenhos que as kids fizeram para a porta do meu quarto!
E essas fotos do meu closet são para mostrar o tanto de roupas que comprei neste meu meio ano aqui, mas também para dizer que comecei a me controlar e não comprar mais nada por impulso. Agora, mesmo se eu vejo algo que gostei, não compro na hora. Tem sido uma boa estratégia...
Olha só o iPhone lindo que comprei este mês, depois de ter pensado muito. Este é o 5 e tira melhores fotos. Eu vinha usando o 3 que não era meu. Toda host family é obrigada a emprestar um celular para a Au Pair, mas como eu queria um que não precisasse devolver, comprei esse desbloqueado, mas eles pagam o plano.
Falando em Apple...
Eu fui com eles, no fim do mês, apple picking, que é colher maçãs do pé!
É parte da cultura aqui, de todo começo de outono fazerem esta atividade. 
Também é quando compram as abóboras para decorarem para o Halloween, o famoso feriado do próximo mês que eu mal posso esperar!
pumpkin patch
O outono chegou mesmo! Para mim a temperatura já é de inverno né, mas para eles, usar shorts a camiseta ainda dá. As folhagens das árvores estão ficando amareladas, alaranjadas, avermelhadas, enfim, toda a paisagem está mudando e estou achando tudo lindo! Mas, com o frio chegando, os ventos fortes derrubam muitas folhas, para a alegria das kids, que fazem disso uma brincadeira! Bom, antes de encerrar o post, quero contar como está sendo a minha nova rotina!
Nas segundas-feirasa host trabalha das 10am às 10pm mas, mesmo assim, faz questão de levar as kids no ponto de ônibus, então eu não preciso trabalhar de manhã. Vou para a academia entre 8:30 e 11:30 e, de volta em casa, almoço e estudo. A Kristen e a Lauren, chegam da escola às 2:45 e às 3:20, eu busco o Jack e o Matthew no ponto de ônibus, que fica na esquina da rua de casa, mas vou de carro! A Jennifer faz escoteiro nas segundas e vai direto da escola e ela volta para casa de carona com a vizinha às 4:30. Todas as kids tem meia hora de aula de piano com uma professora particular que vem aqui em casa. Ela começa com a Kristen às 3:30, depois a Lauren às 4pm, o Matthew às 4:30, a Jennifer às 5pm e o Jack às 5:30. Enquanto esperam pela sua vez, eles fazem suas lições de casa e eu preparo a janta. Às 6pm, nós jantamos e limpamos a cozinha. Às 6:40, os dois menores assistem TV enquanto eu preparo suas camas. O host chega às 7pm e eu fico off.
Nas terças-feiras a host não trabalha, então eu não trabalho de manhã de novo e vou para a academia, almoço e estudo. As duas mais velhas chegam às 2:45 e a host busca os três menores no ponto de ônibus às 3:20. Eu os sirvo snacks e esvazio as suas lancheiras e eles fazem suas lições de casa. Como o Jack não tem homework, eu sempre faço com ele alguma atividade ou brincamos com algum jogo de tabuleiro enquanto os irmãos estudam.
Às 4:30, o Matthew tem Church School, que é a catequese, eu o levo e de volta em casa, brinco com os menores enquanto a host faz a janta. Às 5:30, busco o Matthew e quando voltamos, todos jantamos. Às 7pm, o host chega e logo eu levo a Lauren também para a "escola da igreja" e a busco às 8:30. Nesse intervalo eu já estou off, mas preciso ficar em casa.
A host também não trabalha nas quartas-feiras, então a minha manhã e começo da tarde é igual até todos terminarem de comer o lanche da tarde e fazerem suas lições porque nas quartas, ninguém tem atividade extra. O host chega em casa às 4pm nas quartas e sempre os ajuda com as lições. Entre 5pm e 6pm nós, normalmente, brincamos com os vizinhos ou no quintal deles ou no nosso playground. E, de quarta, é o dia ideal para eles terem playdates. Às 6pm, precisamos estar em casa para jantar, limpar a cozinha, assistir TV, etc. Toda quarta a host prepara a janta das kids (que é a minha também) e sai para jantar fora com o host, é o date deles. Às 7pm, eu coloco o Jack para dormir e às 7:30, a Jennifer. Eu fico off somente quando os hosts voltam para casa, que sempre varia, 8pm, 9pm, 10pm...
A host trabalha à noite, das 7pm às 7am every other quinta-feira, (uma sim e uma não). As minhas manhãs são iguais as dos outros dias e, nas quintas que a host trabalha, ela passa a tarde toda dormindo. As duas maiores chegam em casa sozinhas às 2:45 e eu busco os três menores no ponto de ônibus às 3:20. Ajudo o Matthew a se preparar para sua aula de futebol e o dirijo às 4pm. A Jennifer vai junto porque a deixo na catequese às 4:30 e o Jack fica em casa com as irmãs mais velhas. Sou eu quem prepara a janta nas quintas que a host trabalha e já deixo tudo pronto antes de sair para buscar o Matthew e a Jennifer. Levo o Jack comigo e saímos de casa às 5pm. O Jack adora brincar no parquinho ao lado do campo onde o Matthew treina. Às 5:30 a aula do Matthew termina e de lá, passamos buscar a Jennifer. Chegamos em casa já na hora da janta e fico off às 7pm que é quando o host chega.
Nas quintas em que a host trabalha, eu começo a trabalhar às 6:30 da manhã nas sextas-feiras porque as duas mais velhas saem de casa às 7:10 para pegarem o ônibus e eu ajudo os três menores com o café da manhã, preparo suas lancheiras, penteio o cabelo da Jennifer... Às 8am, os levo no ponto de ônibus e de lá, vou para a academia. A host chega em casa essa hora e vai dormir e eu volto à trabalhar quando a Kristen e a Lauren voltam para casa às 2:45. Busco os três menores no ponto de ônibus às 3:20 e nas sextas, nem o Matthew, nem a Jennifer tem lição de casa e como eles também não tem atividade extra, podem jogar videogame ou assistir um filme, no basement, para não acordar a host. Ela acorda por volta das 5pm e toda sexta a janta é pizza ou comida chinesa e é também às 6pm e eu fico off às 7pm.
Os meus sábados são para o meu curso de inglês. Estudo das 9am às 3:30pm e é de sábado à noite, que às vezes saio com as amigas para algum pub. Aos domingos, vou à missa das 9am às 10am com a host family e à tarde sempre faço um Skype com a minha mãe. É claro que alguns finais de semana eu preciso trabalhar, mas eu nunca me incomodo, já que tenho trabalhado bem menos do que as 45 horas semanais do programa. Às vezes, acontece de eu ter que trabalhar até mais tarde durante a semana se os host tem reunião nas escolas das kids, por exemplo, mas como os menores dormem bem cedo e como eu nunca saio de casa à noite na semana, eu não ligo mesmo, até porque eu me sinto como parte da família e gosto de ajudá-los!
Neste meu meio ano morando fora de casa, eu entendi o verdadeiro significado da palavra saudade, mas também aprendi a amar uma família de estranhos como se fosse a minha... E já até esqueci o nome de palavras em português, mas as sabia em inglês! Mas não é só inglês que estou aprendendo com este intercâmbio, não. Estou aprendendo que coisas boas só acontecem com aqueles que sabem tirar proveito independente da maneira como elas acontecem porque estou aprendendo que nada é perfeito ou acontece como planejamos, mas que tudo pode ser maravilhoso se você souber aproveitar e viver cada momento vendo sempre o lado positivo das coisas. Estou crescendo muito pessoalmente, mas ainda tenho muito a aprender. Acredito que ter opiniões diferentes, porém próprias, me fazem ser única porque o que importa são as minhas convicções que hoje, me mostram que vale a pena sempre sonhar e tentar e, que lutar pelos meus ideais, sempre valerá a pena porque quem me ama de verdade, jamais permitirá que a distância seja motivo de esquecimento!