1 ano e 1 mês de Au Pair

O mês de Abril

O meu décimo terceiro mês de Au Pair começou com a Bauernball, a anual festa alemã que a minha host family participa.
Este ano, eu vesti o traje deles e fiquei parecendo uma camponesa!
Eu gosto bastante de poder estar junto nesses momentos em que eles se reúnem com o restante da família da host. Eles são todos muito animados e me tratam sempre muito bem, ficam empolgados querendo me explicar detalhes sobre a cultura alemã!
Falando neles, os revi na festa de Primeira Comunhão da Jennifer, que aconteceu no final do mês!
Como ela tem 8 anos, esta é a idade em que a maioria dos católicos recebem a comunhão (a hóstia pela primeira vez), por ser considerada a idade em que se é capaz de fazer uso da razão.
A cerimônia foi linda e ela estava linda também, vestiu o mesmo vestido que suas irmãs mais velhas usaram nas comunhões delas, que foi feito a mão pela avó.
Em casa, ela teve uma festa que foi bem divertida porque contrataram um mágico que era ilusionista, ele adivinhava coisas da nossa mente, fiquei com medo dele haha Os meus host siblings estavam tão lindos, amei a nossa foto!
Antes dessa festa, eu fui ao salão dar um jeitinho no cabelo, até porque passei uma semana toda (sem chapinha!) tomando banho de mar e piscina na viagem do fim do mês passado. Eu havia cortado e retocado as minhas luzes há seis meses, então já estava na hora de novo. Porém, da última vez, eu havia ido no salão chique e caro da host family e dessa vez, como estou juntando dinheiro para as minhas viagens desse ano, fui em um salão bem simples em Ossining que uma colega do curso de inglês indicou. A cabeleireira é do Equador e she doesn't speak English mas deu tudo certo, amei o resultado e tudo ficou só US$80!
E eu comprei produtos Kérastase que encontrei no amazon.com e com preços muito bons, US$100 em 1 litro de shampoo e 500ml de máscara, que uso ao invés de condicionador. Vai durar muito tempo!
Outra coisa que comprei este mês, foram produtos Mary Kay. Encontrei uma revendedora e os preços são bem mais baratos do que no Brasil. Estou usando o sabonete líquido para o rosto, um creme hidratante para o rosto, outro para o corpo e um creminho para olheiras que parece estar funcionando! 
Eu participei do meu 13º Au Pair meeting que teve como tema este mês, taxes! Eu lembro que ano passado não precisei me preocupar, mas desta vez, prestei bem atenção. Me encontrei com a Deborah, que chegou exatamente um mês depois de mim e nós duas decidimos pagar o imposto de renda. Muitas Au Pairs dizem ser "opcional" e acredito que a maioria não paga mesmo, mas como a LCC não confirmou esse fato e como eu gosto de fazer tudo certo, resolvi pagar.
Mesmo não sendo cidadãs, como nós temos um Social Security Card e um emprego, se recebemos mais do que US$3,800 no ano anterior, nos qualificamos para declarar o imposto de renda. O valor da taxa a ser paga depende de quanto você recebeu no ano anterior, por exemplo, entre março e dezembro de 2012 eu recebi US$10,250 (porque sou Au Pair Extraordinaire e recebo US$250 por semana) e a minha taxa foi de US$643. Já a Deborah que chegou em abril e é Au Pair convencional, recebeu US$7,047 até 31/12/12 e sua taxa foi de US$323, ou seja, é um pouco mais do que 6% do que fizemos ano passado... Bom, pelo menos, a nossa consciência está tranquila.
Teacher Laura
Mas, vamos falar de comemorações... Este mês, eu terminei mais um nível do meu curso de inglês!
Nós tivemos que ler o livro "Tuesdays with Morrie" durante o decorrer do curso e eu me emocionei com a história. Este foi o primeiro livro que eu li em inglês e sem a ajuda de dicionário. No último dia de aula, nós assistimos ao filme baseado no livro e que tem o mesmo nome.
E nós também tivemos uma comemoração especial no último dia, com café da manhã e entregamos flores para a teacher, gostei muito dela! E ela nos entregou nossos certificados e também aquele prêmio de melhor aluno da sala, que pela terceira vez, foi para mim! Eu me dedico muito nas aulas, não falto nunca e sempre faço todas as homeworks, amei ter recebi o Special Recognition Award de novo! E, passei para o nível 6 e o último! Começa mês que vem, mas por ser durante o Summer, quando a procura é menor, não terá durante a semana, então voltarei a estudar aos sábados.
Falando em sábado, a Fer fez aniversário este mês, e eu fui com a Kéti e as outras amigas, um sábado levá-la para comemorar em grande estilo, na baladinha favorita, a LAVO. Eu conheci a Fer no niver dela do ano passado, um ano de amizade hein Fer, espero ter gostado do estojinho da Kipling #happy22
Falando em Fer e Kéti, elas não conseguiram ir se encontrar comigo, a Aline, a Gabi e a Luiza no Brazilian Fox este mês hehe
Mas, ele apareceu lá, o Mike!
Dia 9 foi seu niver de 24 anos, sim, o date é um ano mais novo do que eu!
Nós fomos tomar sorvete na Yogolicious e eu o dei de presente um par de chinelos Havaianas.
O Mike tem um cachorro muito fofo, o Benji e eu fui me encontrar com eles em um parque em Chappaqua, a sua cidade, que é um lugar bem especial para ele. Gedney Park tem um campo de beisebol onde o Mike costumava jogar quando era pequeno e o seu pai era o treinador do time da cidade.
Ele me levou para ver uma placa que amigos fizeram em homenagem ao pai dele. O Mike perdeu o seu pai há 6 anos, bem no ano em que se formou do high school...
Mas, voltando, no fim de semana, nós fomos passear em NYC...
Ele me levou para almoçar no Hard Rock Cafe da Times Square que é muito legal. Lá, assistimos ao X-Games (tipo a "copa do mundo/olimpíadas" mas de esportes como skates e cia) que esse ano foi no Brasil! Eu disse que queria muito conhecer o Museu de História Natural e claro que ele me levou lá depois!
No caminho, tiramos uma foto na escultura do LOVE e o Mike me disse que em Philadelphia tem uma escultura igual, mas que ele nunca viu pessoalmente, então deixamos combinado de irmos para lá no fim de semana seguinte!
Passamos a tarde toda no museu, que é de graça e enorme...
São quatro andares e me fez lembrar muito do filme "Uma Noite no Museu", claro que muitas das coisas que aparecem no filme, não tem lá, mas encontramos algumas como o Dum Dum Gum Gum e o Tiranossauro Rex!
No caminho de volta, passamos por trás da escadaria vermelha, onde vende-se ingressos para os shows da Broadway e eu vi que o show Cinderella estava em promoção! Adivinha? Ele comprou para assistirmos no dia seguinte!


Ou seja, o niver foi do Mike, mas quem ganhou presente foi eu, né! Desde a estreia em janeiro, eu estava louca querendo ir ver e nossa como foi lindo!
Eu fiquei encantada, todo mundo sabe que eu amo a Cinderella e fui muito surpreendida, não só com os efeitos maravilhosos da peça, mas também com a nova versão que eles criaram para esta romântica história, ela teve um "twist", como eles dizem aqui!
Romântico também foi o nosso jantar depois de todo aquele espetáculo. O Mike me levou na Little Italy, uma parte de NYC cheia de restaurantes italianos. Os avós paternos dele vieram da Itália, então ele é praticamente metade italiano e ama massas. O restaurante que fomos chama La Nonna e é uma graça, adorei e, como estávamos comemorando o niver dele, comendo bolo de sobremesa, claro!
E como prometido, no domingo seguinte, o Mike me levou para um passeio pela PhiladelphiaPennsylvania! Ele me buscou pela manhã e o caminho da ida levou menos de três horas e teve uns dois pedágios. Nós estacionamos no estacionamento subterrâneo da praça onde fica a escultura do LOVE, que chama Love Park e o estacionamento, Love Park Garage e custa só US$5 para o dia todo! Que diferença dos valores de NY. Já tirei a minha foto porque era cedo e não tinha ninguém ali. Então, fomos tomar nosso café da manhã em uma lanchonete do outro lado da rua da praça. Nós estávamos bem no centro de Philly, ou downtown, como é falado aqui. Achei muito interessante outro parque ali ao lado, o Board Game Art Park, que tem peças de jogos em tamanhos gigantes!
Gostei muito da arquitetura também, fiquei impressionada com uma estátua no topo do prédio  Philadelphia City Hall, tipo a prefeitura da cidade. A estátua é do William Penn e foi instalada em 1894!
De lá, fomos caminhando para irmos visitar o ponto de referência da cidade, o Sino da Liberdade!
Foram vários quarteirões até chegarmos no Independence National Historical Park e no caminho, passamos por muitas praças com esculturas contando a história da cidade.
A primavera chegou mesmo em Philly, as árvores já tinham folhas e vimos muitas flores também. Um pouco antes de chegarmos, passamos em frente ao Museu de História, mas estava fechado e eu sei que ele é conhecido por ter um gigante mapa do mundo digital que fica no chão e você anda por ele, deve ser divertido!

Museum Atwater-Kent
O Parque onde fica o famoso Liberty Bell é enorme e como era domingo, estava cheio de turistas. Para entrarmos no mini-museu onde fica o sino, tivemos que ficar por uns 20 minutos em uma fila, mas valeu a pena, ele é de graça e muito histórico. 
Além do sino, tem exposição com fotos e vídeos explicando tudo sobre a época do sino que foi usado durante 90 anos! Um racho se formou em 1840 e ao tentar consertar, os metalúrgicos acabaram ampliando o racho e decidiram silenciar o sino para sempre...
Na outra ponta desse parque fica o National Constitution Center que é uma associação sem fins lucrativos que tem a sua agenda focada na Constituição dos EUA, funciona como um museu interativo. Nós não íamos entrar, mas o Mike observou que estava acontecendo uma exposição chamada "American Spirits: The Rise and Fall of Prohibition" e que era de graça e tinha um tour para começar bem naquela hora, então nós fomos! 
Estávamos seguindo um guia e a última parada foi em uma sala com uma escultura de livros e enquanto saíamos dessa última sala desse tour que era de graça, umas outras portas se abriram para o pessoal do tour pago entrar.
Nós não entendemos nada e fomos seguindo aquele pessoal e fomos parar em um auditório com poltronas super confortáveis e como estávamos cansados de tanto andar, mesmo depois de termos entendido que a gente não deveria estar ali, resolvemos ficar e assistimos à palestra "We, the People" enquanto descansávamos!
Não entendi muita coisa e sei que o Mike não prestou muita atenção, mas assim que terminou, as portas de cima eram a saída, as quais davam acesso para toda a parte paga do museu, ou seja, visitamos o restante do museu!
A nossa próxima parada foi outro parque, o Franklin Square.
Tem um carrossel lindo lá e vários tipos de brinquedos para crianças, além de uma fonte bem legal bem no meio do parque.
Então, nós fomos almoçar! O Mike me contou que todo mundo que visita a Philadelphia tem que provar o Philly Cheesesteak, que é um sanduíche feito de pedaços de bife em fatias finas e queijo derretido em um pão longo, a comida regional típica deles. Nós comemos o nosso no Campo's, que existe desde 1947 e cada lanche custou US$8 e era enorme e bem gostoso, não sou muito fã de carne, mas gostei porque tinha bastante queijo e não estava apimentado!
A nossa próxima parada era muito longe para irmos andando, então nós pegamos um táxi que custou US$12 e nos deixou bem na estátua mais famosa de Philly!
A estátua do Rocky Balboa "Rocky Statue" fica ao lado dos 72 degraus da entrada do Museu de Arte e que são conhecidos como os degraus de Rocky "Rocky Steps". Todo mundo sobe os degraus correndo como o ator fez nos filmes ao som da canção "Gonna Fly Now" e subir a estes degraus correndo é uma metáfora de esforço rumo a um grande desafio, claro que eu também subi a escadaria correndo! 
A vista lá de cima é panorâmica e linda! Como eu amo museus, não podia deixar de visitar esse. Pagamos US$20 para entrar e ficamos por quase duas horas admirando um pouco de tudo, pinturas, esculturas, objetos antigos, até um tour eletrônico o museu oferece, adorei! Voltando para buscar o carro, passamos em frente outras praças, também com fontes ao centro e uma, com bandeiras de todos os países contornando a rotatória e claro que eu quis uma foto na linda bandeira do Brasil! Já com o carro, antes de deixarmos Philly, paramos no Fairmount Park, que também é enorme e cheio de esculturas e esse, contorna um lago e tinha umas meninas remando e nós as assistimos enquanto elas cantavam "Row, row, row your boat, gently down the stream, merrily, merrily, merrily, merrily, life is but a dream"... A nossa volta para a casa levou mais do que três horas por causa do trânsito de NY e também por termos parado para jantar. Thank you for another day trip, Mikezinho!