1 ano e 9 meses de Au Pair

O mês de Dezembro

O meu vigésimo primeiro mês de Au Pair foi outro mês que se passou voando, como assim o Blog está fazendo 3 anos, como assim este já é o 35º post e como assim a Kéti já foi embora?!
Pois é, este mês eu tive que me despedir da querida amiga Kéti. Nós nos conhecemos no dia em que chegamos, em março do ano passado, a gente só não embarcou juntas, mas dividimos tantas experiências desse intercâmbio juntas, começando pelo quarto do hotel do treinamento do APIA!
Sem ela, nada teria sido igual porque muitos momentos marcantes dessa minha jornada foram com ela, inclusive, não fosse a Kéti ter me convidado para ir com ela ao Michael's, eu não teria conhecido o Mike! Amiga, te desejo o melhor nesse seu retorno, que você tenha muito sucesso, you deserve all and beyond! #loveyou
A sua farewell foi em White Plains com várias Au Pairs, algumas que eu até nem conhecia porque aproveitamos também para comemorar o aniversário do Danilo, o Male Au Pair que já virou amigo de todo mundo!
Lá, todos a deram o abraço de despedida, menos eu, que tive a oportunidade de vê-la novamente, já que a levei ao aeroporto...
Infelizmente, não foi só da Kéti de quem nos despedimos este mês...
Lívia, Ana Paula, Alice, Tati, Luiza e eu
Au Pair Lívia, que chegou em agosto e estava morando em Chappaqua, entrou em rematch, mas felizmente, conseguiu uma host family em Connecticut, que é um estado vizinho, ou seja, vai ser fácil para mantermos contato! Nós marcamos uma noite no Starbucks para desejá-la boa sorte e ela nem estava triste, muito pelo contrário, já que além de estar indo para uma família melhor, ela estava por receber a visita do seu namorado do Brasil!
E outra amiga que recebeu este mês a visita do seu namorado do Brasil, foi a Ana Paula (que completou um ano de Au Pair este mês e estendeu por mais seis meses!). Esta não foi a primeira vez que o boyfriend, Kurt, veio aos EUA, e para visitar a sua girlfriend. Eles já haviam ido para o Colorado, onde ele vem passando as temporadas de inverno trabalhando em uma montanha de esqui. Mas dessa vez, antes de ir para lá, o Kurt veio para NY e nós queríamos mesmo era ter ido andar de kart hehe Mas, como era muito caro, o nosso double date acabou sendo várias partidas de boliche, o que foi muito divertido, claro!
Victor, eu, teacher Virginia, Ana Paula e Eveline
Falando na Ana Paula, nós terminamos este mês os nossos dois cursos. O da manhã foi com a professora Virginia, uma querida e achei as aulas interessantes mas por não terem atingido as minhas expectativas, não sei se o recomendaria. O curso chama "Pronunciation: The Sentence & Word Stress of English/ESL" e aprendi muito sobre a intonação nas frases, mas não exatamente a como pronunciar palavras, o que era o meu objetivo. Agora, o curso da tarde, o "TOEFL Preparation Workshop" foi maravilhoso e o professor então, sensacional, o melhor professor que eu já conheci até hoje e não acho que conhecerei ninguém melhor do que ele! Juro que não estou exagerando, o teacher Eric Arbogast ganhou até um post só para ele no blog da Gábi, uma ex-Au Pair que fez este mesmo curso com ele em 2010 e eu faço minhas, todas as suas palavras!
O que eu mais amei no curso da manhã, foi ter conhecido a ex-Au Pair Eveline! Quando recebi o e-mail do APIA dizendo que já estava chegando a hora de marcar o meu voo de volta, eu meio que entrei em desespero! Eu não me vejo indo embora daqui três/quatro meses... Preciso de um tempinho a mais para decidir o que eu vou querer fazer... E foi então que a Eveline me contou o que ela fez! Ela terminou os 2 anos de Au Pair e trocou o seu status de J-1 para B-2, turismo, e continuou com a host family por mais alguns meses, legalmente.
A minha host family sempre falou que prefere quando a Au Pair termina o ano letivo das kids com eles, mas antes de mim, eles tiveram um rematch e por isso, saíram fora do "tempo" deles. Quando eu sugeri a troca de status, a host ficou muito feliz e pediu que eu ficasse até junho, que é quando as kids entram de férias da escola e até pediu ajuda para escolher a próxima Au Pair, que será a última deles. Ainda bem que a host estava feliz comigo porque eu quebrei a porta da garagem este mês! Dei ré no carro para sair, mas a porta estava fechada! #sorry Sorte que a host assistiu a cena e morreu de rir porque ela também já havia feito isso antes #oops e como estava trabalhando, não precisei pagar o conserto #ufa

Falando nela, a host caprichou nos cookies de Natal este ano, ela fez muitos, mas muitos mesmo! Estava tão empolgada que fez até umas bolachinhas que lembram muito umas que fazia com a minha mãe e que chamávamos de "goiabinha" porque o recheio era com goiabada. A Jennifer fez a sua Gingerbread House na escola e o Eddie, o duende ajudante do Santa Claus, chegou no comecinho do mês.
E no começo do mês, eu fui em NYC ver o símbolo mais importante de Natal desse país se acender! Todo ano, acontece o Christmas Tree Lighting show no Rockefeller Center que é quando eles acendem as luzes da famosa árvore de Natal de New York!
Ela é enorme e de verdade! Cada ano ela vem de um estado diferente, a desse ano veio de Connecticut e é linda, não tem como não se sentir no filme "Esqueceram de Mim 2". Como foi em um dia de semana, eu nem imaginava que iria ir, mas a Fer me convidou porque ela queria muito ir e eu comentei com a minha host mas nem imaginei que ela fosse me liberar, já que eu estava trabalhando, mas não, ela super quis que eu fosse! Quando eu e a Fer chegamos, estava lotado e nós tivemos que acompanhar pelo telão, mas depois das 9pm, quando as luzes já estavam acesas e o show já havia terminado, as pessoas começaram a ir embora e a gente finalmente conseguiu chegar perto da árvore e aproveitamos para admirar todas as decorações natalinas #thanksFer

Meu cachecolzinho não desapontou!
Essa é a árvore do Bryant Park.
Mas aquela não foi a única vez que eu fui para NYC este mês... Como dezembro não é só especial por causa do Natal, mas também por ser o mês do meu aniversário, o meu Prince Charming me levou para um passeio muito especial no domingo, dois dias antes do meu niver, que é dia 17 e que este ano caiu em uma terça-feira de muita neve...
A nossa primeira parada foi no Top of the Rock do prédio Rockefeller Center. O ingresso custou U$27 e valeu cada centavo porque a vista que se tem lá de cima é fantástica, amei! Deu para vermos o Central Park todo e também o Empire State Building e lógico que toda a linda Manhattan! Quando descemos, entramos na loja do NBC, um dos maiores canais de TV aberta do país (acredito que outros dois sejam o ABC e o CBS) e amei também, principalmente as coisinhas do seriado FRIENDS!
Ainda lá, nós patinamos no gelo! A pista fica bem em frente à famosa árvore de Natal, achei o máximo!
E não foi só isso… Depois, o Mike me levou em uma loja de brinquedos que eu sempre quis ir, a FAO Shwarz! Ela é uma das maiores e mais antigas loja de brinquedos do mundo e um dos cenários do filme "Quero ser Grande", que mostra Tom Hanks brincando no piano gigante da loja... o mesmo que eu brinquei com o Mike naquele dia! Ah e amamos a seção de Legos e a dos doces gigantes!
De lá, passamos em frente outra loja gigante, a da Apple e então, fomos jantar a famosíssima sopa do The Original SoupMan do seriado Seinfeld, deliciosa e apenas US$10, mas tenha o dinheiro em mãos ou #nosoupforyou! Como não tem lugar para sentar, nós comemos na estação Grand Central e aproveitamos a onda dos seriados para comer de sobremesa cupcakes do Magnolia Bakery do seriado Sex and the City! E por último, o Mike me mostrou que as paredes daquela estação de trem tem ouvidos! Como a arquitetura do "Whispering Gallery" é em forma de cúpula, você fala em uma extremidade e as ondas sonoras viajam por dentro e chegam de forma clara e limpa no final do arco, à 15 metros de distância e mesmo com o barulho de pessoas transitando por ali... Bobinho, mas todo mundo quer testar #telefonesemfio
O meu niver foi bem especial, fiz 26 anos e como só tenho motivos para estar feliz, eu estava feliz! Mesmo por ter tido que trabalhar o dia todo porque foi "snow day", ou seja, as kids não tiveram aula... Mas eles se comportaram direitinho e ainda me fizeram cartinhas fofas e a host me deu um cartão com um gift card de manicure/pedicure.
O Mike havia me entregado no domingo o seu presente, um vestido lindo branco com dourado com sapatos combinando para usar na festa de Ano Novo!
Eu fiz brigadeiros com as kids e levei alguns à noite na casa do Mike. Ele me buscou quando fiquei off para ir jantar com ele e sua mãe.
A Donna cozinhou arroz e feijão porque sabe que eu amo e sinto falta e ainda comprou um bolinho com velinhas.
Ela também me deu um kit para fazer a Gingerbread House! Achei muito fofo porque eu havia comentado que nunca tinha feito essa casa de doces antes e ela disse que sentia falta de fazer já que seus filhos são todos adultos.
E antes do Mike me deixar em casa, ele parou em um posto de gasolina para que eu apostasse US$5 na loteria...
Ele disse que só faz isso no dia do aniversário por "dar sorte" e não é que acertei os números 7 e 17 e ganhei US$20!
Eu também ganhei do Mike um porta-retrato personalizado com os nossos nomes e eu coloquei a nossa foto andando de barco no Central Park e ainda, um porta-joias musical da Cinderella e bombons!
Já o usei para guardar o monte de bijus que a minha mãe me enviou da sua lojinha de presente para mim. Amei mãe, muito obrigada! E os cartões de Natal também... Valeu Rô!
Handressa, Alice, eu, LCC Barbara, Juliana, Aline e Kezia
Eu participei do meu 21º Au Pair meeting, o tradicional de todo dezembro, uma festa de sobremesas típicas dos nossos países, mas este ano, eu levei um mini bolo de aniversário que comprei mesmo e todo mundo cantou Happy Birthday to me! A Alice estava lá e conhecemos outras Au Pairs brasileiras, a Handressa, super querida que chegou no lugar da Camilla, que veio comigo e terminou o seu programa este mês. Também conheci a Kezia, que está terminando o seu segundo ano este mês e irá trocar seu status de J-1 para F-1, estudante, e continuará trabalhando e morando com a host family (sem ser Au Pair) enquanto faz faculdade.
No dia seguinte, foi o Holiday Celebration da AIFS em Stamford, CT e eu fui com a Alice. Nós éramos as únicas Au Pairs representando Westchester. E gente, fomos tratadas como princesas! Fizemos um tour pelo escritório do APIA, assistimos algumas apresentações de como o Natal é celebrado em outros países e por último, tivemos um almoço bem gostoso, além de termos ganhado vários mimosinhos! Lá, eu conheci pessoalmente a Gail Tomanelli, a representante do projeto "Meet Your Global Neighbor" do Global Awareness, uma fofa! Na sexta seguinte, levei a Alice no aeroporto, ela foi para Ohio passar o Natal com o boyfriend.
E no domingo, eu tive uma última comemoraçãozinha de niver com as amigas Au Pairs e claro, o Mike! Foi na casa da ex-Au Pair Aline, que foi Au Pair por dois anos da host family da Luiza, que também ficou com eles por dois anos e que agora é ex-Au Pair porque terminou o programa este mês e voltará para o Brasil depois do seu travel month. Então, esta festinha foi também de despedida da Luiza e de Natal! Lá estavam, as duas Alines, as duas Anas, a Talita, a Rafa e a Lu, eu e o Mike #loveit
Então, na segunda-feira seguinte, eu e o Mike fomos viajar! Como nós dois tivemos alguns dias offele me levou para conhecer Peru, Vermont! Essa cidadezinha fica à pouco mais de três horas da minha host family e fizemos uma parada na metade do caminho para almoçarmos no restaurante Cracker Barrel, aquele do feijão e limonada que adoro.
Escolhi ir para este estado porque eu estava morrendo de vontade de fazer uma atividade de inverno: skiing!
Como estava chovendo muito aquele dia, fomos sem pressa nenhuma... Nós ficamos hospedados no The Lodge at Bromley, o hotel da montanha de esqui. Fizemos o check in e fomos conhecer a cidadezinha que é super cute!
Tirei foto com o moose porque o alce é o animal símbolo desse estado. Acho que nós entramos em TODAS as lojas do downtown! Todo o comércio tem forma de casas, não havia visto assim antes e estava tudo muito bem decoradinho para o Natal.
Depois de andarmos muito, fomos jantar em um restaurantinho bem fofo, o SeasonsComo a gente tinha almoçado comida mesmo, não estávamos com tanta fome, então comemos sanduíches e tomamos nossos drinks favoritos, tudo uma delícia! Claro que tirei algumas fotinhos do centrinho da cidadezinha...




O dia seguinte amanheceu lindo e ensolarado, porém congelante, fazia -20ºC!
Mesmo assim, lá fomos nós, encarar a Bromley Mountain! O aluguel do equipamento é caro, custou US$80 para usar o dia todo. O Mike não gosta de esquiar, ele ama snowboard, que é como se fosse skate sem as rodinhas haha Eu sempre quis tentar o ski, até porque parecia ser mais fácil...
Essa montanha é linda e enorme, mas eu mal cheguei ao pé dela... Nunca imaginei que esquiar fosse ser tão, mas tão difícil! Eu caí muitas vezes e mais engraçado do que os meus tombos, eram as minhas tentativas de me levantar! haha E como o Mike nunca esquiou, ele não conseguia me ajudar, tipo me ajudava a me levantar, mas não tinha dicas para me dar haha Acho que foi o dia que dei mais risadas no ano! O jeito foi trocar o meu equipamento para snowboard, pelo menos o Mike iria conseguir me ensinar e eu conseguiria me levantar sozinha quando caísse. Ah, na entrada da montanha eu vi tanta fumaça e só depois descobri que eram de máquinas que fazem "neve", já que não nevava há dois dias e havia chovido no dia anterior (o que deixou tudo bem liso e escorregadio!) O frio era grande, mas estava preparada e com o meu cachecolzinho!
Como se fosse uma
"escada rolante"
te ajuda a subir
Depois da nossa pausa para o lunch, troquei tudo para fazer snowboarding!
Não vou negar que pensei comigo mesma "se com os dois pés no chão já era impossível, imagina agora!" Mas não é que eu achei bem menos difícil… Pelo menos, conseguia me levantar sozinha quando caía haha Como o Mike manda muito bem, ele quis subir no topo da montanha e, para isso, ele foi de teleférico ou "chairlift" como é chamado aqui. Vejam as fotos que ele tirou...
Eu fiquei impressionada ao ver o Mike descendo a montanha inteira e sem cair (e confesso que fiquei morrendo de inveja também)! Queria tanto ter andando na cadeirinha do teleférico... Mas, quem sabe uma próxima vez...
Bom, fomos embora no fim da tarde para nos aprontarmos porque tínhamos reservas para a nossa primeira Ceia de Natal juntos!
Escolhemos o restaurante Ponce Bistro por ser o mais aconchegante da cidade, ele é praticamente uma casa, perfeito para aquela ocasião! Fomos tratados como se estivéssemos em um jantar de família, nossos pratos foram servidos sem pressa e estava tudo uma delícia. Às 9pm, desejei Feliz Natal para a minha mãe e meu irmão, já que para eles, tinha acabado de dar meia-noite e estavam acordados para a troca de presentes! E mesmo de longe, eu não fiquei de fora, o meu presente estava embaixo da árvore deles, assim como algumas delicinhas que minha mãe separou só para me dar água na boca, como chocotone, pêssego em calda e salgadinhos caseiros... Mas, o meu melhor presente de Natal está ainda por vir... Será a minha viagem ao Canadá - com a minha mãe! Isso mesmo, lembra que eu tirei o visto para lá no verão e acabei não o usando? Pois é, o usarei em fevereiro para rever a minha mãe depois de quase dois anos, já que ela não conseguiu o visto americano para vir me visitar... Mas já conseguiu o visto canadense e nossos presentes de Natal foram as nossas passagens!

Falando em presentes, eu e o Mike também trocamos presentinhos quando voltamos, mas esperei dar meia-noite! Eu o dei um enfeitinho de árvore de Natal de Vermont/snowboarding e também uma camiseta manga longa do estado. E ele me deu uma presilha de cabelo brilhante (que combina com o meu vestido de ano novo!) e uma blusa com brilhinhos também. Nós havíamos comprado no dia em que chegamos. No dia 25, acordamos tarde e perdemos o breakfast do hotel...
Fizemos o check out, mas como era Natal, a cidade toda estava fechada e não tinha muita coisa no caminho. Passando pela capital de Nova York, Albany, como sempre tive curiosidade em conhecer (e como a gente estava com fome!), resolvemos procurar alguma coisa por lá, mas acabamos tendo que fazer uma parada em uma loja de conveniência de posto de gasolina de beira de estrada mesmo...
O bom, foi que chegamos bem a tempo para a ceia de Natal que a mãe do Mike preparou para a família.
Conheci mais uma parte da família dele e me senti super confortável, adoro todos, sempre me tratam bem!
No dia 26, ainda estava off, mas resolvi ficar com a host family, afinal, já estava com saudades das kids!
stocking do Jack (a meia de pendurar na lareira que a tia-avó bordou para cada um deles) ficou finalmente pronta este ano e na minha, só tinha coisinhas fofas!
Eles me mostraram todos os presentes que receberam do Papai Noel, ganharam tudo que haviam pedido na cartinha.
Bom, eu não escrevi cartinha este ano, como precisei juntar dinheiro para a viagem ao Canadá, eu expliquei que não poderia gastar com presentes para eles neste Natal, então só os comprei um panetone no mercadinho brasileiro.
E como todo ano eles compram um enfeitinho de árvore de Natal para cada um, o que eles me deram este ano foi um de French Fries porque sabem o quanto eu amo batata frita haha
Eu imaginei que fosse ser só isso mesmo, umas lembrancinhas, mas não, depois do jantar, eles me entregaram um par de brincos que faz conjunto com o colar que me deram de aniversário ano passado (e que eu uso everyday)! Eu fiquei até emocionada porque sei que essas joias são bem caras e eu não estava esperando outro presente caro assim deles. Ah, e ainda ganhei dos avós uma pantufa e um cachecol e os dei um porta-retrato com a foto que tirei com eles no Thanksgiving. Mas, o presente de Natal mais esperado por todos nós, foi o Fritz!
O host filmou o meu primeiro encontro com o novo dog da casa, ele é um filhotinho muito cute, morri de amores! Ah, e outro vídeo que quero deixar aqui é um dos vencedores do programa The X-Factor, Alex & Sierra, eu e as mais velhas torcíamos para eles!
O último assunto do post, será sobre o último acontecimento do ano, a festa da virada! O Mike me convidou para passar a virada do ano com ele e escolhemos a lounge EVR, já que a descobrimos juntos e gostamos das duas vezes que fomos lá. Nós tivemos que ir em NYC no sábado para buscarmos os ingressos e como fomos de carro, aproveitamos para jantar na Little Italy (PS. Mãe, enquanto eu esperava, estava em frente à uma igreja São Francisco de Assis!)
Como NYC é ainda mais linda à noite... Bom, no dia 31, trabalhei até às 4pm, me aprontei e o Mike me buscou para irmos de trem. Chegamos lá perto das 9pm, ou seja, já era quase meia-noite no Brasil! Desejei "Feliz Ano Novo" pelo WhatsApp para a minha mãe, que passou o celular para a minha família inteira me desejar "Feliz 2014" por áudios, amei o carinho! Eu sempre gosto de usar uma palavra só para resumir o meu ano, desde que comecei com o blog, usei DECISÃO para 2010, CONCLUSÃO para 2011, SUPERAÇÃO para 2012 e escolhi usar REALIZAÇÃO para este 2013 porque sim, este ano eu realizei muita coisa, começando pela realização do meu maior objetivo com este intercâmbio, o de me tornar fluente em inglês, agora sim eu posso me considerar fluente na língua inglesa, mas claro que há sempre espaço para melhorar ainda mais! Realizei também o sonho de conhecer a Disney e fiz tantas outras viagens que nunca nem havia sonhado em fazer! Não sei bem ao certo o que 2014 preparou para mim, mas aprendi que devemos aproveitar as oportunidades que a vida nos traz, com humildade, claro! Feliz 2014!