2 anos de Au Pair

O mês de Março

O meu vigésimo quarto mês de Au Pair foi de "como assim 2 anos morando aqui?!"
cultural care treinamentoAinda não finalizei o programa de Au Pair porque como optei pelo "travel month", o meu voo pela agência foi agendado só para 9/4 porém, eu solicitei a troca do meu status para B-2 e deu certo, ou seja, ficarei com a host family até 20/6! O visto da próxima Au Pair também deu certo, a Larissa embarca dia 8/6 e fará o seu treinamento na St. John's University, esse prédio lindo que eu fiz questão de ir conhecer, já que sou do APIA e fica pertinho do apê do Mike! Falando na Cultural Care, a LCC da Lari veio em casa conhecer o futuro quarto dela, que não será o "meu", será o quarto de hóspedes do basement!
E mês de março é o mês dos aniversários aqui na host family!
presentesDia 14, foi o niver de 12 anos do Matthew! E eu fui a primeira pessoa que ele viu aquele dia! E, depois que voltou da escola, os seus melhores amigos aqui da rua vieram em casa brincar com ele e comer bolo. O Matthew ganhou uma bicicleta nova dos pais e, como sempre, roupas dos avós... Os irmãos o escreveram cartões e eu o dei uma sacolinha cheia de seus doces preferidos!
 

birthday cake
No dia seguinte, foi o niver da host mom (e o dia em que completei 2 anos aqui na casa!) mas, como era um sábado, eu tive aula e depois, fui me encontrar com o Mike, portanto não a vi aquele dia, mas a deixei uma sacolinha com os presentinhos: um pincel de cozinha e um escorredor de frutas (já que, acidentalmente, quebrei o dela!) E ela me mandou mensagem agradecendo!
E dia 19, foi o niver de 9 anos da Jennifer! Como era uma quarta-feira, ela só comemorou com a família mesmo (filmei o parabéns!) e no sábado seguinte, com as amigas! Eu a dei um porta-retrato com uma foto nossa e também uma bolsinha de crochê que a fiz. Ah, e um cartão com outra foto nossa! A Kristen a fez um cartão fofinho de professora porque ela ainda diz querer ser teacher quando crescer! E nós brincamos de "pretend" de novo, dessa vez ela foi uma noiva!

Falando na Kristen... Eu fui com a Lauren e o Matthew assistir a peça de teatro/musical dela! Todo ano ela participa, passa dias na escola depois da aula ensaiando e a cada ano, ela se destaca ainda mais! Este ano, o play foi "The Hired Man" e a Kristen interpretou um man! Acho que esse foi o primeiro teatro da escola dela que eu consegui acompanhar e entender tudo! Essa foto dela na mesa foi a sua cena principal... Great job! #bravo
O que mais.... Ah sim, os dogs(Ah, tinha um real dog no play da Kristen!) O Fritz continua crescendo e o Shenzi está cada dia mais cute! Vou sentir muita falta desse cachorrinho educado, carinhoso e companheiro...
Cadê a casinha do dog?!
Isso não aconteceu ano passado!
Vista do playground pelo basement



iemanjá
Iemanjá
Mudando de assunto, o inverno deste ano foi o mais frio dos últimos 30 anos! Nunca vi tanta neve bem em março...
miss favela nyE no Brasil, este foi um dos verões mais quentes! Como as pessoas estavam em ritmo de Carnaval, eu resolvi ir com o Mike no restaurante Miss Favela assistir ao desfile das escolas de samba de São Paulo e nós chegamos bem na hora em que o Ronaldo desfilava pela Gaviões!
Foi a nossa primeira vez lá e achamos a comida uma delícia, mas muito cara e o espaço é bem pequeno, mas bem divertido, bem brasileiro mesmo!
Andrea (SP), Handressa (MG), Alice (PE),
Natália (BA) e eu (usando o dress pela 2ª vez!)
E por mera coincidência, nos encontramos com a Handressa, a gente saiu juntas na noite anterior, mas nem comentamos que estaríamos ali no dia seguinte! Fui com ela e outras três Au Pairs no Sankeys e reparem na legenda, quanta diversidade em nosso grupo! PS: colocar, por ou botar?
haha O dia seguinte, foi um domingo muito especial, eu recebi a amiga de blog, Letícia! Ela veio de Minnesota passar a semana aqui comigo e nós fomos nos encontrar com a amiga Ana Paula, que estava se despedindo do seu boyfriend porque ele passou o inverno trabalhando no Colorado e estava voltando para o Brasil.
Fomos almoçar no pub McGee's, do seriado "How I met you mother" e nos vestimos de verde para celebrarmos o feriado St. Patrick's Day, já que ia ser no dia seguinte.
E no dia seguinte mesmo, eu voltei em NYC com a Lê e o desfile irlandês estava acontecendo.
Mas, não fomos lá para isso, fomos para turistar um pouquinho mesmo! Tiramos fotos na Times Square e entramos na loja da M&M's, na da Disney e na FAO. Como a Lê veio para passar a semana e eu tive que trabalhar todos os dias, ela iria voltar no dia seguinte sozinha para fazer um bus tour. Então, essa nossa ida juntas foi para ensiná-la a pegar o trem e a andar pelas ruas de Manhattan, o que é bem fácil!
 
Nós fomos também ao Central Park, a levei apenas nos principais pontos, os que eu mais gosto e acho que não podem ficar de fora. A gente almoçou a famosa sopinha do Panera Bread e no caminho, passamos pela escultura Love. A Lê queria muito visitar o museu de cera Madame Tussaud's e mesmo eu já tendo ido duas vezes, aceitei ir de novo porque eles estão sempre o atualizando e  para a minha grande surpresa, me encontrei com a Rihanna, que vestia o figurino do show dela que fui ano passado! Tentei imitar a Katy Perry também e fiz aquela foto básica do anel com a Beyoncé! Nos divertimos tanto que perdemos a noção do tempo e com isso, perdemos o trem! Eu tinha que trabalhar às 4pm, então tive que me desculpar com a host, que disse tudo bem de eu começar às 5pm e era bem às 5pm que o estacionamento vencia e quando chegamos lá, vimos uma multa no carro e já me desesperei, né! Mas, conversando com o guarda, era por outro motivo, o meu host esqueceu de fazer a inspeção anual e o adesivo do painel estava vencido! 
Nos dias seguintes, a Lê fez os seguintes tours que saem de NYC: na terça, o de NYC, na quarta, o de Boston, e na quinta e sexta, o de Philly, Baltimore e DC. Ela disse que adorou todos eles, mesmo tendo os feito sozinha! E no sábado, eu fui com ela para Minnesota!
A minha amiga Alice nos levou até o aeroporto LaGuardia que saiu bem cedo, às 6am! Nós voamos juntas de Delta e como ganhamos uma hora, por conta do fuso horário, chegamos lá ainda às 8am e a outra amiga de blog, Duda, que já é best da Lê, nos recebeu no aeroporto.
Ela não lembrava aonde havia estacionado! A Duda dirige um Focus amarelo bem velhinho (sem retrovisor [e sem direção hidráulica!]), mas dirige muito bem por ter apenas 19 anos! Nós fomos na Target (que é original de MN) para comprarmos nossos snacks do fim de semana e como a Duda é sul-rio-grandense (gaúcha, né!) eu precisei de um tradutor quando ela disse: "Tu tem que ligar o pisca quando for dobrar na sinaleira!"
A entrada principal estava em reforma
Chegamos na casa da host family da Lê e tomamos nosso café da manhã a vontade porque eles ainda estavam viajando. Depois, elas me levaram no maior shopping dos EUA, o Mall of America! É tão enorme, que o estacionamento é dividido pelos nomes dos estados, elas disseram que parar no Arizona é melhor, mas não tinha vagas, então estacionamos na Califórnia.
Assim que entramos, elas me levaram para ver a loja mais famosa de lá, a LEGO store. E realmente, tem até um boneco dos Transformers e um helicóptero gigantes, feitos de peças de Lego, perdurados no teto! #superdez
No andar de baixo, fica o parque de diversões Nickelodeon Universe, sim, dentro do shopping e com montanha-russa e tudo!
Como eu amo, quis muito ir em uma.
A Duda topou ir junto e a Lê ficou de fotógrafa. Custou US$7 para irmos na do Bob Esponja, a SpongeBob SquarePants Rock Bottom PlungeMorremos de medo, mas foi #tri!
Depois da diversão, comprei o meu chaveirinho de MN para a minha coleção e fomos para a casa da Barbie!
Estava acontecendo a exposição "The Dreamhouse Experience" e eu fiquei toda empolgada, mas como o ingresso era US$20, resolvemos não entrar, mas vimos pela porta uma parede cheia de Barbies e o carro dos meus sonhos!
Daí, já era a hora do almoço e nós escolhemos comer um lanche do Subway, já que a Lê nunca havia ido nem no Brasil.
E nossa, elas pediram o lanche inteiro e terminaram de comer antes de mim, que pedi só metade!
Tomamos sorvete no Cold Stone e passamos pela loja Marshalls, dois lugares que elas não conheciam e que eu adoro.
Passamos pelo meio de um aquário, mas também não entramos porque o nosso próximo destino era o parque aquático mais famoso de MN, o Water Park of America!
Sim, estávamos de biquíni praticamente no inverno de MN! Claro que é um parque fechado e lá dentro é bem quentinho e muito divertido, super recomendamos! Nosso ingresso twilight custou US$36 e ter entrado só no fim da tarde foi tempo suficiente para aproveitarmos todos os toboáguas! Eu comprei uma waterproof camera por US$40 para levar nesse passeio, mas a maioria das fotos ficaram desfocadas por causa dos movimentos da água, mesmo assim, conseguimos registrar algumas aventuras!
Logo que entramos, perguntamos sobre os lockers para deixarmos as nossas coisas, mas os armários estavam cheios, então levamos tudo com a gente e deixamos em uma cadeira lá e pudemos ficar totalmente despreocupadas, afinal "Minnesota Nice!" Além dos toboáguas, o parque também tem uma pista de surf, mas só a Duda teve coragem de ir!
O que nós três mais gostamos, além do lazy river e da piscina de ondas, foi da family ride, onde nós todas, na mesma boia, descíamos gritando enquanto passávamos do lado de fora do parque, já que os toboáguas ficam outside!
Quando começamos a ficar com frio, resolvemos ir para a casa da Lê para nos prepararmos para a nossa pajama party!
A Duda comprou direitinho os ingredientes para a minha receita de strogonoff de salsicha com uva e eu cozinhei para a gente depois de um banho quente.
Nós estávamos morrendo de frio na casa da Lê, mas só no dia seguinte descobrimos que era porque o aquecedor da casa estava desligado! Os hosts da Lê estavam viajando fazia uma semana e por isso desligaram. Nós três dormimos na sala de TV com o aquecedor portátil da Lê e muitas cobertas, depois claro, de acabarmos com uma receita de brigadeiro de panela!
O nosso domingo foi de sightseeing pelas Twin Cities. As cidades Minneapolis e Saint Paul, onde a Lê e a Duda moram, respectivamente, são vizinhas e muito similares, algumas ruas das duas cidades chegam até a se cruzarem e por isso você quase nunca sabe em qual das duas cidades você está!
Até a sigla do principal aeroporto do estado é MSP porque fica entre elas. A capital do estado é St. Paul, por isso conta com uma parte mais histórica e Minneapolis conta com o modernismo e com a Minnehaha Falls, o primeiro ponto turístico que visitei no domingo! Que aliás despertou a alegria das duas por estarem vendo água nessa cachoeira, que até então só haviam a visto congelada! Eu estava com MUITO frio, meus dedos estavam congelando e olha que estava com duas luvas! De lá, fomos até o parque Sculpture Garden Loring Greenway para vermos a super famosa Spoonbridge and Cherry.

Foi a primeira vez que eu estive em um lago congelado, tive que tentar patinar!


Nós também subimos na Irene Hixon Whitney Bridge para lermos as frases escritas lá na ponte que é uma passarela. Depois, entramos no quentinho do Jardim Botânico ali do parque para apreciarmos o Standing Glass Fish feito em 1986 e é lindo! Então, voltamos para o carro e, curtindo Dark Horse, fomos para uma das poucas montanhas de MN, a Buck Hill. Pagamos US$16 para fazermos a atividade de inverno mais divertida que eu já fiz até hoje, Snow Tubing!
Subimos e descemos escorregando lá de cima com a boia várias vezes, até que nos deu fome e paramos para almoçar pizza ali mesmo, no restaurante da montanha. Havíamos encerrado tudo o que programamos fazer em Minneapolis, então elas me levaram para conhecer Saint Paul!
O primeiro lugar que visitamos lá foi a Catedral. Não entramos por falta de tempo, mas as meninas me contaram que é lindo lá dentro e eu já confirmei vendo fotos pelo Google.
Patriotas não, Bairristas!
Capitol de MN foi a próxima parada. Como estava fechado quando elas foram, resolvemos entrar, só não fizemos o tour para poupar tempo também.

De lá, fomos caminhando até o lugar aonde a Lê e a Duda se conheceram! Elas se encontraram pela primeira vez nessa praça, que fica em frente ao museu de história. No dia, uma exposição de esculturas de gelo estava acontecendo, mas agora, novamente as duas estavam surpresas ao verem o mesmo lugar sem a neve.
No caminho para essa praça, passamos em frente a doceria Candyland, a loja de doces do criador dos personagens da turma do Charlie Brown e o Snoopy, o Charles Schulz é de lá e tem esculturas de seus personagens espalhadas pelas Twin Cities.
Ao lado do prédio do museu de ciências, fica um espaço para se apreciar uma ótima vista do Mississippi River, o segundo rio mais longo do país. E ainda passamos pelo Xcel Energy, a casa de shows aonde essas sortudas irão assistir o Bruno Mars (no dia em que eu estarei voando para o Brasil)!
A última parada foi o Lake Calhoun, que ainda estava todo congelado. É até possível fazer ice skating nesse lago, mas no dia em que elas foram patinar, eles já haviam encerrado para essa temporada por questões de segurança. Eu percebi que lá é mais frio do que no Canadá mesmo, isso porque venta muito e como tudo lá é muito plano, não existem barreiras para quebrar o vento, daí a sensação térmica cai demais! Pela segunda vez na vida (e no mesmo dia), andei por um lago congelado!

É até difícil de acreditar que no verão, esse mesmo lago vai virar uma "praia de mentirinha" e pessoas irão nadar nele! Bom, perto das 5pm, voltamos à casa da Lê e eu conheci os hosts dela que tinham acabado de voltar da Florida e também a cute (only) kid dela! Uma menininha de 1 ano e meio que está aprendendo English, Portuguese and sign language all at the same time!
Me despedi da Duda, que foi para a igreja no seu carro amarelo e então, fiquei descansando na cama da Lê enquanto esperava dar a hora do meu voo de volta à New YorkMeninas, amei ter tido a oportunidade de visitá-las, vocês me trataram melhor do que uma celebridade e senti que ganhei duas amigas para o resto da vida! Desejo que o ano de vocês como Au Pair seja inesquecível, cheio de descobertas e conquistas e que vocês continuem sendo companhia uma à outra!
Shopping também faz parte da
experiência de uma Au Pair!
Pois é, 2 anos longe de casa, da família, dos costumes, culinária, clima, idioma, etc... Mas, o meu objetivo com o programa de Au Pair foi alcançado e isso é o que eu posso deixar aqui para você que está se planejando para vir. Tenha um objetivo em mente antes de vir porque os sentimentos de vitória e conquista são únicos e você precisa experimentá-los! No meu post de 1 ano, escrevi que o meu objetivo, o de me tornar fluente em inglês, estava quase sendo alcançado e que eu não tinha viajado muito, já que viagem não era a minha prioridade. E hoje, 1 ano depois, posso dizer que agora sim, sou fluente e que viajei muito mais do que imaginei que iria! Visitei 15 estados e ainda fui para Bahamas e o Canadá! Mais do que viajar, eu estudei muito também, fiz 9 cursos! E como disse no começo deste post, isso tudo ainda não acabou, estarei aqui até junho, então ainda terei tempo para o 10º e último curso, para fazer o TOEFL e para mais viagens! A única coisa que eu encerrei de vez, foram os meus Au Pair meetings, eu perdi o do mês passado porque estava viajando, mas fui no desse mês, que foi sobre as taxas (que irei pagar novamente) e foi nele em que me despedi da minha LCC, que me enviou uma mensagem emocionante! 
"Dear Gisella, Well, you made it! You are near the end of your second year as an au pair and you have accomplished great many things. You have learned to live in a new culture, you have successfully managed the business of working for the people you live with, you have made new friends and learned to eat new foods. You have learned about new customs, you have learned to handle an American bank account, educational courses and driving in a new area. You arranged to travel to other interesting places and you have kept your part of the contract you signed. Wow! Ending your second year, saying good-bye to family and friends and looking ahead to going home probably brings out all kinds of mixed up feelings. These feelings may make the last few weeks with your host family a little difficult. You probably know that when you get home you may experience reverse culture shock. Many au pairs experience different and complex feelings as they are settling back to life at home. You may be delighted to embrace your old friends at home, but some of those friendships may have changed in your absence. Some friendships you formed here because of your common bond may fail as you return home. You may find you have a deeper appreciation of your own culture. You might also be determined to return to America. It is the purpose of this program to promote a greater understanding of this country, in hopes of promoting global friendship. I hope you have felt the warmth of an American family and experienced the excitement of an American community and the richness of our educational resources. It has been my pleasure to have you as part of my cluster. It has been an outstanding year and I look forward to you returning for a visit. Fondly, Barbara - Local Community Counselor"